Medalha de matemático iraniano é furtada no Rio minutos após premiação - Camaçari Aquitem | O seu portal de notícias de Camaçari

Medalha de matemático iraniano é furtada no Rio minutos após premiação

Anuncio
Resultado de imagem para medalha fields

Medalha Fields é considerada o “Prêmio Nobel da Matemática”; honraria e carteira do pesquisador foram roubadas no próprio pavilhão do evento

Medalha Fields de Matemática entregue nesta quarta-feira (1º) no Rio de Janeiro ao curdo iraniano Caucer Birkar foi furtada no Riocentro, onde a cerimônia foi realizada. A peça de 6,35 centímetros de diâmetro é feita de ouro 14 quilates. Os organizadores estimam seu valor em 5.500 dólares canadenses (cerca de 15.850 reais).  Os ladrões levaram também a carteira do pesquisador.
“A organização do Congresso Internacional dos Matemáticos (ICM) lamenta profundamente o desaparecimento da pasta do matemático Caucher Bilkar, que continha em seu interior a Medalha Fields recebida na cerimônia realizada esta manhã”, indica um comunicado dos organizadores.
Esta é a primeira vez que o Congresso Internacional de Matemáticos ocorre no Hemisfério Sul       
.
Segundo relatos, Bilkar deixou sua pasta, com a medalha, sua carteira e celular, em cima de uma mesa no pavilhão. Os objetos foram roubados menos de meia hora depois do matemático receber seu prêmio.

Quando Birkar percebeu o furto, a equipe de segurança do congresso foi acionada. A pasta foi encontrada debaixo de uma arquibancada, mas não havia sinal da medalha ou da carteira. Apenas o celular foi deixado para trás.
Segundo a organização do evento, as imagens das câmeras do local mostram dois homens mexendo nos pertences do matemático. A Delegacia Especial de Apoio ao Turista do Rio de Janeiro está investigando o caso.
O iraniano Caucher Birkar recebeu a honraria junto com o italiano Alessio Figalli, do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETHZ), o alemão Peter Scholze, da Universidade de Bonn, e o indiano Akshay Venkatesh, das universidades americanas Princeton e Stanford.
Birkar é refugiado iraniano no Reino Unido. Professor e pesquisador da Universidade de Cambridge, estuda geometria algébrica e a Teoria de Galois.

A medalha

A imagem impressa em uma das faces da medalha é de Arquimedes, um dos mais renomados matemáticos gregos da Antiguidade Clássica. No verso, há uma frase em latim que, em tradução livre, diz: “Os matemáticos do mundo inteiro reunidos premiam-no [com esta medalha] por sua obra destacada”.
Além da insígnia, os medalhistas recebem 15.000 dólares canadenses, o equivalente a 43.000 reais, em dinheiro.
Um matemático canadense, em 1924, J. C. Fields, é apontado como criador da medalha. Ele doou fundos que permitiram o financiamento do prêmio. As honrarias são entregues a cada quatro anos a quatro cientistas com menos de 40 anos que tenham feito pesquisas destacadas na área. O primeiro matemático a receber a Fields foi o finlandês Lars Ahlfors, em 1936.
fonte:veja
Tecnologia do Blogger.