Jovem levado por encapuzados é achado morto e identificado pelo DPT - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Jovem levado por encapuzados é achado morto e identificado pelo DPT

Anuncie aqui 71 993179391

O jovem Robert Pinheiro Barbosa dos Santos, de 19 anos, que desapareceu após ser levado por homens encapuzados em Salvador, foi encontrado morto e teve o corpo identificado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). A informação foi divulgada, na tarde de sexta-feira (15), pelo órgão.
O DPT informou que o jovem foi identificado por meio de exame de impressão digital, também chamado de necropapiloscopia. Conforme o órgão, familiares do rapaz liberaram o corpo na tarde desta sexta da sede do órgão para o Cemitério Quinta dos Lázaros. Ainda não há informações sobre horário do sepultamento. A Polícia Civil também informou que ainda não tem informações sobre a autoria e motivação do crime, que está sendo investigado pela 4ª Delegacia Territorial (São Caetano).
Familiares de Robert denunciaram que o rapaz estava desaparecido desde a última sexta-feira (8), na Capelinha de São Caetano, na capital baiana. O corpo dele foi encontrado na última quarta-feira (13). O pai do jovem, que não quis revelar a identidade, contou que recebeu uma ligação do DPT solicitando que ele fosse fazer o reconhecimento da vítima. O homem relatou que não teve coragem de olhar para o corpo, mas que reconheceu as roupas do rapaz e uma chave que estava com ele. Ainda segundo o pai do jovem, o DPT pediu os documentos do filho para fazer os procedimentos legais.
Caso
Segundo uma testemunha que não quer se identificar, homens encapuzados abordaram o jovem quando ele estava em frente a um bar com amigos, algemaram e colocaram ele no porta-malas de um carro. Os homens disseram que eram da polícia e o rapaz não foi mais visto.
O caso ocorreu na Rua Sete de Setembro. O pai de Robert diz que foi três vezes na 4ª Delegacia Territorial (São Caetano), mas não teve respostas sobre o que pode ter acontecido com o filho. Ele admitiu que Robert usava maconha, mas não acredita que isso tenha relação com o crime. Na delegacia, a polícia informou que a placa do carro que teria levado o rapaz informada pela família não é compatível com os veículos usados pela polícia. Imagens das câmeras de segurança na região são procuradas para ajudar nas investigações.
A testemunha que viu Robert antes de ele sumir relatou ainda que os homens que o abordaram perguntaram o nome de cada um que estava com ele e o nome do jovem. Quando ele disse que se chamava Robert, ele foi levado. O carro que levou o garoto era branco, rebaixado e de vidros escuros. Robert jogava videogame na casa de um amigo antes de ir para a frente do bar.
Tecnologia do Blogger.