Hapvida compra hospital na Bahia e mira na descentralização - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Hapvida compra hospital na Bahia e mira na descentralização

Resultado de imagem para hospital hapvida
O Hapvida comprou um hospital em Camaçari, na Bahia. O Hospital Semed soma-se à estrutura própria da operadora na cidade, polo industrial na Região Metropolitana de Salvador. Na cidade, já mantém um Pronto Atendimento. Na Bahia, tem mais dois hospitais, três prontos atendimentos e 12 clínicas médicas. O valor da operação não foi revelado.
O Semed é uma unidade de baixa e média complexidade, com 3.397 m² de área construída; 56 leitos (25 para internação); três salas cirúrgicas; consultórios e pronto atendimento nas especialidades de ortopedia, oftalmologia, gastroenterologia, urologia e obstetrícia.
O hospital era uma empresa familiar. O fundador, Luís Pedroza, tem um filho médico e a filha administradora. A família tocava o negócios desde a fundação, em 1974.
Com a aquisição, a operadora cearense consolida a primeira posição em número de beneficiários na Bahia. Ao todo, já são mais de 338.504 mil clientes, segundo dados da Agência Nacional de Saúde (ANS). O estado corresponde 13,23% (2.200) dos funcionários de todo o Sistema Hapvida, cerca de 16 mil.
O vice-presidente Comercial e de Relacionamento do Hapvida, Cândido Pinheiro Júnior, diz que a estratégia da Operadora prevê a descentralização. Segundo ele, o Hapvida tem 3,6 milhões de beneficiários, o que posiciona como a maior operadora de saúde do Norte e Nordeste. Atua com rede própria em 11 estados.
Na Bahia, o Hapvida havia ampliado o número de leitos no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador, e inaugurado o Hospital Francisca de Sande, em Feira de Santana.
Camaçari
Camaçari é a quarta cidade mais populosa da Bahia, com 292.074 habitantes. Perde para a Capital (2.938.092); Feira de Santana, com 622.639; e Vitória da Conquista, com um total de 346.069. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região é de 0.694 (Censo IBGE 2010). A cidade é a sede de um polo petroquímico, donde sai mais de 90% da arrecadação tributária do Município e 20% do PIB estadual. (Com informações do Blog Jocélio Leal)
Tecnologia do Blogger.