Grávidas dançam 'Despacito' para ajudar no parto e vídeo viraliza na internet; assista - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Grávidas dançam 'Despacito' para ajudar no parto e vídeo viraliza na internet; assista

Grávidas dançam 'Despacito' para ajudar no parto e vídeo viraliza na internet; assista
Duas mães estão fazendo sucesso nas redes sociais depois que apareceram dançando o hit “Despacito”, do porto-riquenho Luis Fonsi, por recomendação médica, na Maternidade José Maria de Magalhães Neto, no bairro do Pau Miúdo, em Salvador. A cena inusitada foi exibida pelo Jornal da Manhã, da TV Bahia, nesta quarta-feira (5).
A dança foi usada para ajudar na dilatação do colo do útero e o bebê nascer. Em dois dias, o vídeo já teve mais de 1 milhão e trezentas mil visualizações na internet.

A técnica de enfermagem Evellin Costa, de 23 anos, e a vendedora Caroline Pereira, de 26 anos, foram orientadas a fazer agachamento e dançar para facilitar o parto. As duas aparecem fazendo a coreografia que tem vários movimentos nos braços, passos nas pernas e agachamentos.
"37 semanas, 7 centímetros de dilatação e nada de Nicole sair. O que tem para hoje é Despacito para vê no que vai dá. Dançando Despacito para ver se chega aos 10 centímetos", postou Evellin junto ao vídeo nas redes sociais.

“Perguntei às enfermeiras como poderia dilatar mais rápido. Elas falaram que eu poderia ficar à vontade, poderia tomar banho quente, poderia fazer agachamento, fazer da forma que eu quisesse. Como eu gosto de dançar, preferi dançar”, conta Evellin. “Como eu também estava querendo ter o filho logo, não aguentava ficar aqui dentro da maternidade. A minha médica pedia para eu andar, fazer agachamento, então fui na ideia dela e a gente foi fazer o vídeo”, completa Caroline.

Com a repercussão do vídeo nas redes sociais, teve quem desconfiasse que elas não tivessem grávidas. "Acharam que eu e ela estava com barriga falsa. Outras pessoas pensaram que estavamos esperando o parto cesárea, mas queríamos normal de qualquer forma", diz Evellin.

Quando gravaram o vídeo, Evellin e Caroline estavam com 37 semanas de gravidez, sentindo contrações e já perto de dar à luz. Elas estavam internadas em uma sala do hospital, que faz parte de um setor onde a equipe da maternidade faz um trabalho com as gestantes, usando práticas que ajudam a dar mais conforto na hora do parto.

Antes de dançar o “Despacito”, Evellin estava com o colo do útero dilatado em 7 centímetros, quando são necessários 10 para o parto. Em dois dias, nasceu a primeira filha dela, Nicole Emanuele. Já Caroline tinha dilatado até então apenas 4 centímetros. Quatro dias depois da gravação do vídeo, ela deu à luz ao segundo filho, Antoni Eduardo.

A diretora da maternidade, Karine Valverde, explica que a unidade médica estimula as grávidas a escolherem métodos para facilitar a saída do bebê. "Elas são estimuladas a escolher como se movimentar. Escolher bola, cavalinho, tudo isso objetivando o protagonismo, e o alívio da dor e redução do tempo prolongado do trabalho de parto", afirma.

Evellin brinca que a filha também gosta do hit “Despacito”. “Quando a gente coloca a música, ela já conhece, dá uma risadinha”, conta. Caroline diz que o filho Antoni vai ser bom dançarino. "Oxe, com certeza. Vai dar muita risada depois", brinca.
Fonte: G1
Tecnologia do Blogger.