Servidoras do Estado terão Dia das Mães da tristeza: ‘Vou pagar as contas atrasadas’ - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Servidoras do Estado terão Dia das Mães da tristeza: ‘Vou pagar as contas atrasadas’

Aos 61 anos, Dona Natalina
Esqueça o Dia das Mães com o almoço em família, ou com presentes para as mamães. Na nova rotina de crise do funcionalismo, o Dia das Mães de 2017 será para pagar as contas atrasadas que ficaram pendentes em função do atraso nos salários de boa parte dos funcionários. É o caso, por exemplo, da Maria Natalina da Conceição, a Dona Natalina, inspetora de alunos da Faetec. Aos 61 anos, 21 deles dedicados à Fundação, ela conta que a data não terá celebrações..
— Mesmo tendo recebido o salário de março na sexta-feira, eu vou usar tudo o que recebi para pagar as contas atrasadas. Para piorar, já chegaram todas as contas de abril, e eu não tenho nem previsão de quando vou receber o salário que deveria estar na minha conta amanhã — disse a funcionária.
A um ano de se aposentar, Natalina prevê mais sofrimento diante do atraso aos inativos.
— Hoje, meu pó de café acabou e não tenho dinheiro para comprar mais. Eu não tenho data para receber. Sou ajudada pela minha mãe, de 80 anos, para pagar as contas. É o pior Dia das Mães de todos — afirmou.
CI Rio de Janeiro ( RJ) 11/05/2017 EN -Servidora da Faetec que mora na Estrada da Palhada em Nova Iguaçu esta passando por dificuldades financeiras por atraso de salario . Maria Natalina Silva da Conceição mostra a geladeira vazia e a pouco feijão que tem em casa pra comer .Foto Cléber Júnior/Extra
Conhecida entre os servidores e alunos da Faetec, Natalina lembrou que aproveitava o dia a dia para fazer aumenta sua receita vendendo roupas. Hoje, porém, isso não é mais possível.
— Eu não tenho como comprar minhas mercadorias. E, mesmo que tivesse algo para vender, não teria quem comprar. Está todo mundo sofrendo — explicou ela.
A partir de amanhã, Natalina e outros 213 mil servidores ficarão com o salário de abril atrasado.
Família cheia de servidores
A situação da família da Dona Natalina é especialmente delicada. Os quatro filhos da inspetora também são servidores estaduais, todos ligados à Polícia Militar ou ao Corpo de Bombeiros.
— Já passamos um Natal péssimo. Um Ano Novo de horror. Agora vamos enfrentar esse Dia das Mães de geladeira vazia e de lamento. Como meus filhos são servidores, também estão com dificuldade. Não temos para onde correr — desabafou.
Segundo ela, todos precisam fazer um serviço extra para fechar o mês.
— Eles saem do serviço, que chega a 12 horas, e emendam em outro trabalho. Do jeito que está, não dá para viver. Eles estão com 13º salário atrasado. A situação é melhor do que a minha, e mesmo assim está complicado de viver — reforçou.
No caso dos filhos de Natalina, todos receberam na sexta-feira o salário de abril. Eles fazem parte da área da Segurança Pública, setor prioritário para o governo. Apesar da prioridade, eles ainda aguardam o pagamento do 13º salário, que segue sem previsão de depósito.
Tecnologia do Blogger.