PFEM agredida verbalmente por Kanário diz que vai processar o cantor - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

PFEM agredida verbalmente por Kanário diz que vai processar o cantor

A policial militar Tainá Gomes, 28 anos, agredida verbalmente pelo cantor e vereador de Salvador, Igor Kanario (PHS), durante a Micareta de Feira de Santana, vai processar o edil. Em carta nas redes sociais, a policial militar feminina (PFEM) se disse “barbarizada” com o ato do cantor, na noite de domingo (21). No depoimento, a policial conta como tudo ocorreu: “No domingo dia 21/05/2017, percorri cerca de 120 quilômetros para trabalhar na Cidade de Feira de Santana, especificamente na Micareta de Feir , tudo ocorria conforme esperado, sendo utilizado todas a técnicas por mim apreendidas para permitir que a festa ocorresse em paz, dirimindo com a utilização da força necessária as desordens provenientes daqueles descompromissados com a corrente do bem e ordem pública. Em um certo momento, onde me encontrava em patrulha ao lado do trio do cantor e vereador Igor Kanário ocorreu um tumulto, onde foi necessário intervir em uma rixa (um estado e hostilidade entre pessoas), uma desordem da qual foi necessária a utilização da força para proteger aqueles que ali estavam”.

A PFEM ainda disse se sentir humilhada com a situação.“Fiquei barbarizada com discurso dele, pois o que ele disse que falei (que vai ter que provar) não faz parte do meu vocabulário, me sentir humilhada como policial, como Cristã e como Mulher, que venci preconceitos para chegar até onde me encontro. Ingressei na carreira Policial Militar não foi para ocupar um cargo público e sim por idealismo, continuarei servindo com honra e com garbo a população baiana, nós mulheres somos o que nós queremos, temos competência para isto,  jamais esquecerei aquela situação vexatória na qual fui violentada moralmente sem direito de defesa e contraditório, mais grave as palavras afrontaram toda corporação”. 

Leia a carta na íntegra:
Me chamo Tainá Gomes, tenho 28 anos, estudante de direito e policial militar do Estado da Bahia, mulher e guerreira que jurou garantir a segurança de todos, sem distinção de cor, credo, raça ou procedência social, destaco que mesmo com o custo da própria vida em uma sociedade cada dia mais violenta onde a imprensa noticia quase diuturnamente a morte de policiais militares.  Uma escolha que não me trás nenhuma desonra , a pátria amada verá que uma filha sua não foge a luta.

No domingo dia 21/05/2017 ,  percorri cerca de 120 quilômetros para trabalhar na Cidade de Feira de Santana, especificamente na Micareta de Feira , tudo ocorria conforme esperado, sendo utilizado todas a técnicas por mim apreendidas para permitir que a festa ocorresse em paz, dirimindo com a utilização da força necessária as desordens provenientes daqueles descompromissados com a corrente do bem e ordem pública.
Em um certo momento , onde me encontrava em patrulha ao lado do trio do cantor e vereador Igor Kanário ocorreu um tumulto, onde foi necessário intervir em uma rixa ( um estado e hostilidade entre pessoas ), uma desordem da qual foi necessária a utilização da força para proteger aqueles que ali estavam apenas com animus jocandir ( intenção de brincar ) daqueles que tinham em seu ímpeto  o animus Iaedendi ( intenção de ferir ) ,garantindo a volta de muitos pais e mães de famílias aos seus lares. Informações bocaonews*

Tecnologia do Blogger.