Morre aos 111 anos mulher mais velha de Mata de São João - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Morre aos 111 anos mulher mais velha de Mata de São João




Foi sepultada neste domingo (7) a mulher considerada a mais de Mata de São João. Emiliana Moreira morreu aos 111 anos no Hospital Municipal Eurico Goulart de Freitas, no centro.
A idosa nasceu na cidade de Pojuca, mas foi criada e passou toda a vida em Mata de São João. De acordo com uma das netas, a centenária não tinha nenhum problema de saúde e não tomava remédios.
“Ela não tinha nenhuma doença. Os motivos que contribuíram para que ela chegasse a essa idade foram: o carinho, carinho e amor de toda família”, destacou uma das netas, Eliete Moreira.
Emiliana teve três filhas, 16 bisnetos e 01 tataraneto. O sepultamento da idosa foi realizado nesta tarde no novo cemitério, localizado no bairro do Caboré.
Outro registro
O último registro de uma matense que viveu mais tempo foi em novembro de 2014. Maria José dos Santos morreu aos 110 anos na localidade do Carijó, zona rural do município, mesmo local onde nasceu em janeiro de 1904.
Recorde de vida
A mulher oficialmente mais velha do mundo morreu em abril deste ano. A italiana Emma Morano viveu até os 117 anos. Ela residia na cidade em Verbania, na Itália.
Tecnologia do Blogger.