Governo cogita urgência no Senado para acelerar reforma trabalhista - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Governo cogita urgência no Senado para acelerar reforma trabalhista

Governo cogita urgência no Senado para acelerar reforma trabalhista


O Planalto articula para acelerar o trâmite da reforma trabalhista recém-chegada ao Senado. Segundo informações do jornal O Globo, um líder do governo revelou que a ideia é firmar um acordo com os congressistas para que o texto seja debatido em um único espaço: uma audiência conjunta das três comissões (Constituição e Justiça; Assuntos Econômicos e Assuntos Sociais) ou direto no plenário. No último caso, são necessários 54 votos favoráveis a aprovação de um pedido de urgência. 

Interlocutores da Casa apontam a primeira opção como a mais viável, já que se o pedido de urgência for derrotado, o processo pode sofrer prejuízo no Senado. Agilizando a aprovação da reforma trabalhista, o governo espera conseguir apoio na Câmara para a reforma da Previdência, já que deste modo, os deputados dividiriam com os senadores o desgaste de aprovar medidas impopulares. Assessores do presidente avaliam que o relator do projeto, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) tem perfil independente, mas não deve dar trabalho. Um incentivo é o fato do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) estar sendo considerado herói do partido, após conseguir a aprovação de uma proposta ampla, que inclui a o fim do imposto sindical obrigatório.
Tecnologia do Blogger.