FIEB diz que preços dos commodities prejudica as exportações baianas - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

FIEB diz que preços dos commodities prejudica as exportações baianas

A exportações baianas vem perdendo espaço continuamente no cenário nacional. Desde 2012, quando representou 4,6% do total das exportações brasileiras, a Bahia vem perdendo posição e em 2016, participou com apenas 3,6% do total. Entre janeiro e abril deste ano, as exportações baianas reduziram sua participação para 3,3% do total exportado no Brasil, o que significa uma perda de 1,3% na posição que ocupava em 2012.

Segundo dados divulgados ao portal Bahia Econômica pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), a exportações baianas tem sofrido com a queda nas exportações de Celulose, Soja, Óleo Combustível, Algodão, dentre outras, produtos muitos importantes para o setor no estado.

“Nossa economia é concentrada na produção de commodities (industriais e agrícolas), afetada negativamente pela queda generalizada nos preços dos produtos, o que vem impactando no valor nominal das exportações”, explica. Ainda segundo a FIEB, a Bahia representa mais da metade das exportações e um terço das importações do Nordeste. Essa posição tem se mantido ao longo dos anos, demonstrando que não houve uma perda significativa de mercado.

A Federação ainda comenta que as grandes empresas, por possuírem mecanismos alternativos de exportações, não foram tão afetadas no escoamento da produção. No entanto, a má infraestrutura dos portos influencia no aumento de custos.
Tecnologia do Blogger.