Rodoviários, médicos, professores e bancários cruzam os braços nesta sexta-feira (28) - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Rodoviários, médicos, professores e bancários cruzam os braços nesta sexta-feira (28)

Resultado de imagem para professores e bancários cruzam os braços
Rodoviários, médicos, professores e bancários da capital baiana vão paralisar as atividades nesta sexta-feira (28) em adesão à greve geral contra as propostas de reforma da previdência e trabalhista. A manifestação acontece em todo o Brasil e, na Bahia, os profissionais devem parar por 24 horas.  
Vai ter ônibus?
Os rodoviários começam a parar por volta das 0h da sexta-feira (28). Segundo o Sindicato dos Rodoviários, apenas 30% da frota de ônibus devem circular pela cidade. A redução da frota deve durar 24 horas.
Médicos
Segundo o Presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed-BA), Francisco Magalhães, serviços como atendimentos de urgência e emergência de hospitais públicos e particulares continuarão sendo ofertados para a população. Apenas atendimentos considerados eletivos, como consultas marcadas serão suspensas.
Escolas particulares
Em Salvador, cerca de 70 escolas da rede privada de ensino vão suspender as aulas. Em todo o estado, 120 instituições de ensino devem fechar as portas, segundo Cristina Souto, diretora do Sindicato dos Professores do Estado da Bahia (Sinpro-BA).
Professores de colégios tradicionais de Salvador participarão de greve
Escolas públicas
O sindicato da APLB anunciou que os profissionais da rede municipal e estadual vão aderir a greve. Já a Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC-BA) está orientando os gestores escolares a abrirem as portas das unidades para a comunidade escolar. A pasta informou que, caso as aulas sejam suspensas, os Núcleos Territoriais de Educação se reunirão com os gestores que tiveram as atividades prejudicadas para definir o calendário de reposição das aulas.
Bancários
Os bancários também paralisam as atividades. Todas as agências bancárias da capital e do interior do estado não vão funcionar. A decisão da categoria é nacional. 
Trens
O serviço da Companhia de Transporte da Bahia (CTB), que opera os trens entre a Calçada e o subúrbio de Salvador, também vai estar suspenso. A decisão foi tomada pelo Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe.
Comércio
Segundo o Sindicato dos Comerciários de Salvador, algumas regiões da cidade serão afetadas com a paralisação. De acordo com o presidente Jaelson Dourado, a ideia é que os comerciantes e lojistas fechem as portas durante o trajeto de duas manifestações marcadas para acontecer em frente à Casa Itália, na Avenida Sete de Setembro, e em frente ao Shopping da Bahia, na região do Iguatemi. 
Confira algumas categorias que vão parar as atividades:
Policiais Civis (apenas agentes que estão de folga vão participar das manifestações)
Professores da rede pública de ensino
Trabalhadores em saúde da rede pública
Rodoviários de Salvador e Região Metropolitana
Comerciários de Salvador, Irecê, Itabuna e Ilhéus
Bancários de todas as bases sindicais da Bahia
Metalúrgicos
Servidores do Judiciário estadual e federal
Trabalhadores da construção civil
Técnicos administrativos das universidades federais
Petroleiros
Servidores públicos estaduais
Tecnologia do Blogger.