Encontro reúne amantes de cachorros da raça pug em Salvador - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Encontro reúne amantes de cachorros da raça pug em Salvador


Homens, mulheres, adolescentes, crianças, idosos. Em comum, eles possuem um amor desenfreado por cães da raça pug. Esse amor os levou a fundar a Família Puglândia, que se reuniu na tarde deste sábado (15), no Mundo Pet (Av. Juracy Magalhães, no Rio Vermelho), para compartilhar experiências, trocar informações, socializar os peludos e ajudar o Instituto Patruska Barreto, que resgata animais em situação de rua.

De acordo com uma das administradoras do grupo, Isabel Cardoso, a principal proposta do grupo é a troca de experiências no cuidado desses animais, no entanto, a paixão é tamanha que eles aproveitam para ajudar pessoas e cães que não tenham lar. “Costumamos brincar, dizendo que, quem tem um pug não apenas os ama, mas costumam fazer tatuagens com seus pets, movimentar o mercado com as peças temáticas e ajudar outros animais, somos pugmaníacos”, graceja Isabel, ressaltando que, atualmente, o grupo conta com aproximadamente 200 animais dessa raça.

Um desses auxílios foi prestado para salvar a vida da pequena Valentina. Encontrada com os olhos perfurados e com sérios problemas de saúde, ela foi resgatada e o grupo se cotizou para cobrir as despesas médicas que possibilitaram a pug ter uma vida normal. Adotada e vivendo numa família amorosa, hoje, Valentina e seu irmão Loki são celebridades nas redes sociais. “Ela é uma princesa, super carinhosa com todos”, derrete-se a ‘mãe’ Carol Pio.

Os interessados em conhecer mais sobre o cuidado com a raça ou os encontros, pode obter informações na página da Família Puglândia no Instagram.
Georgina Guerra é outra pugmaníaca. “Não conhecia a raça, mas minhas filhas humanas queriam pugs e ganharam Zoy do pai delas. Fui me apaixonando pela meiguice e pela personalidade inteligente dela. Hoje, temos ela e Boni”, conta, destacando que a união do grupo é o que torna os encontros tão especiais. “Quando Zoy foi castrada, não tinha como pegá-la na clínica para levá-la em casa; mas os amigos desse grupo se ofereceram para cuidar dela enquanto não chegava em casa.É uma verdadeira rede de afeto e cuidado com humanos e caninos”, conta Georgina.

Isabela Ferreira e o marido adotaram o pug Charlie Brown assim que se casaram. “Na época, havia uma pressão enorme por um filho e resolvemos ter um filho de outra raça, digamos assim”, conta, lembrando que o afeto foi tamanho que, tempos depois, eles resolveram adotar Julieta, mais conhecida como Xuxu, considerada a modelo plus size do grupo, e por fim, o bulldog Thor.
Tecnologia do Blogger.