Companhia aérea arranca médico de voo superlotado e choca o mundo; veja - Camaçari Aquitem | O seu portal de notícias de Camaçari

Companhia aérea arranca médico de voo superlotado e choca o mundo; veja

Anuncio

As companhias aéreas atingiram um novo recorde de maus tratos a um passageiro. No último domingo (9), um médico que estava num voo da United Airlines de Chicago para Louisville foi retirado à força da aeronave, que estava superlotada por causa de um overbooking — quando a empresa vende mais bilhetes do que o número de poltronas disponíveis.

Você ganhou uma aula experimental no SOS Cursos clique e cadastre-se



De acordo com outra passageira, Audra Bridges, ainda nos portões de embarque a United ofereceu US$ 400 — o equivalente a R$ 1256 — e uma estadia em hotel a quatro voluntários que optassem por outro voo para Louisville, às 3h desta segunda (10). Já no avião, a empresa informou que as quatro pessoas seriam substituídas por tripulantes que tinham de fazer um voo no dia seguinte. A oferta subiu para US$ 800 — cerca de R$ 2500 —, mas ninguém aceitou.

Ainda segundo Bridges, um executivo da empresa informou aos passageiros que um programa de computador escolheria aleatoriamente quatro passageiros para serem retiradas do voo. Uma delas foi o médico, que alegou ter pacientes para atender em um hospital pela manhã. Ele pediu para falar com o seu advogado, mas, antes disso, policiais e seguranças da United Airlines o retiraram à força. No processo, o médico ficou com o nariz sangrando e estava, aparentemente, desmaiado.

No Twitter, a United tentou se desculpar. "Este é um acontecimento perturbador para todos na United. Peço desculpas por ter que reacomodar esses clientes. Nossa equipe está mobilizada com um sentimento de urgência para trabalhar com as autoridades e conduzir a nossa própria revisão detalhada do que aconteceu. Também estamos chegando a este passageiro para conversar diretamente com ele ainda mais e resolver esta situação", declarou o diretor-executivo da empresa, Oscar Munoz.

Tecnologia do Blogger.