Teoria de que opostos se atraem não passa de um mito, diz estudo - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Header Ads

Teoria de que opostos se atraem não passa de um mito, diz estudo


A ideia de que os opostos se atraem sempre foi intensificada pela indústria cinematográfica – como maior exemplo, pode-se tomar o filme A Dama e o Vagabundo. Um estudo descobriu que, realmente, quase 80% das pessoas acreditam na ideia de que os opostos se atraem, mas que, segundo as pegadas digitais, ou seja, como os indivíduos se comportam online, isso não seria bem verdade…

O psicólogo Donn Byrne foi um dos primeiros a se aprofundar sobre o impacto da semelhança no início dos relacionamentos. Para isso, ele desenvolveu um método conhecido como “a técnica do desconhecido fantasma”. O procedimento começa com participantes preenchendo um questionário sobre suas atitudes, em tópicos diversos. Em seguida, eles participam de uma fase de “percepção de pessoa”, onde avaliam uma pessoa (inexistente) com base em suas respostas ao mesmo questionário. Byrne manipulou o grau de semelhança entre o participante e o desconhecido fantasma. Os resultados mostraram que os participantes sentem-se mais atraídos pelas pessoas que têm atitudes parecidas as suas.

Para explicar suas descobertas, Byrne explicou que tendemos a favorecer ideias e crenças que apoiam e reforçam as nossas. Enquanto as pessoas que discordam de nós tendem a estimular sentimentos negativos, como ansiedade, confusão e talvez até raiva.


Mas, por outro lado, O psicólogo Arthur Aron acredita que, embora a similaridade seja importante, existem algumas situações que ela pode realmente atrapalhar a atração.

“Somos atraídos por outras pessoas que nos oferecem o maior potencial de auto-expansão e alguém que é semelhante em valores e traços oferece muito menos potencial de crescimento do que alguém que é diferente. Um exemplo muito comum é quando um casal discorda em algum tópico. Eles muitas vezes alinham suas opiniões e acabam tornando-se mais semelhantes uns aos outros ao longo do tempo”, explica Aron para o jornal britânico Daily Mail.

O grande conselho, após décadas de pesquisa científica, é simples: pare de acreditar que a combinação certa para você é alguém que tem as qualidades opostas a você. Opostos quase nunca se atraem e é muito melhor focar em pessoas que têm qualidades e atitudes semelhantes para si mesmo, mas que oferecem algum potencial para auto-expansão.
Tecnologia do Blogger.