'Tenho convicção do que a mulher faz pela casa', diz Michel Temer - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

'Tenho convicção do que a mulher faz pela casa', diz Michel Temer

ads

Durante evento em referência ao Dia Internacional da Mulher, nesta quarta-feira (8) em Brasília, o presidente Michel Temer afirmou que tem "convicção do quanto a mulher faz pela casa" e da importância da figura feminina para a formação dos filhos que, segundo ele, é "seguramente" de responsabilidade da mãe.

"Tenho absoluta convicção, até por formação familiar e por estar ao lado da Marcela [Temer], do quanto a mulher faz pela casa, pelo lar. Do que faz pelos filhos. E, se a sociedade de alguma maneira vai bem e os filhos crescem, é porque tiveram uma adequada formação em suas casas e, seguramente, isso quem faz não é o homem, é a mulher", declarou o presidente em seu discurso de pouco mais de dez minutos no Palácio do Planalto.

O peemedebista ainda disse que a mulher tem uma grande participação na economia do país porque é "capaz de indicar os desajustes de preços em supermercados" e "identificar flutuações econômicas no orçamento doméstico".

"Na economia, também, a mulher tem uma grande participação. Ninguém mais é capaz de indicar os desajustes, por exemplo, de preços em supermercados mais do que a mulher. Ninguém é capaz melhor de identificar eventuais flutuações econômicas do que a mulher, pelo orçamento doméstico maior ou menor", afirmou.

Temer ressaltou ainda dados econômicos recentes, como a queda da inflação e dos juros, para dizer que, "além de cuidar dos afazeres domésticos", as mulheres têm cada vez mais chances de entrar no mercado de trabalho.

"Tudo isso significa empregos e significa também que a mulher, além de cuidar dos afazeres domésticos, vai ver um campo cada mais largo para o emprego".

No dia em que mulheres de todo o mundo celebram a data com manifestações e protestos que chamam a atenção para a importância da mulher na sociedade e da necessidade de lutar por direitos iguais, o presidente disse que, hoje, "homens e mulheres são igualmente empregados". "Com algumas restrições", ponderou. "Mas a gente vê o número de mulheres que comandam empresas", completou o peemedebista.

Pesquisas recentes, no entanto, mostram que mulheres ganham menos que os homens mesmo exercendo os cargos iguais.

Temer disse que as mulheres ainda são tratadas "como figuras de segundo grau em outras partes do mundo". Segundo ele, elas "devem ocupar o primeiro grau em todas as sociedades".

De 28 pastas na Esplanada dos Ministérios do governo peemedebista, apenas duas são ocupadas por mulheres: a AGU (Advocacia-Geral da União) e Direitos Humanos.

O presidente afirmou ainda que o Plano Nacional de Segurança de seu governo traz projetos específicos sobre o combate ao feminicídio e à violência contra a mulher e que há um estudo em sua gestão para criar um fundo com recursos exclusivos para essas medidas.

"Isso tudo é fruto do movimento das mulheres e da compreensão dos homens, digamos assim", finalizou.

MARCELA

A primeira-dama, Marcela Temer, fez um discurso rápido durante a cerimônia, de menos de dois minutos, em que afirmou que é preciso que a sociedade "reconheça os vários papéis" desempenhados pelas mulheres hoje, desde a escolha profissional "até o modo de vida".

Marcela disse que as mulheres vivem uma "realidade difícil" e que Estado e sociedade precisam "dar condições" para que elas criem seu filhos "da melhor maneira possível".

Por fim, a primeira-dama afirmou que é necessário "acabar com a intolerância que afronta a realidade das mulheres".
Tecnologia do Blogger.