Número de foliões portadores de sífilis assusta coordenador do Samu: "Alarmante" - Camaçari Aquitem | O seu portal de notícias de Camaçari

Número de foliões portadores de sífilis assusta coordenador do Samu: "Alarmante"

Anuncio

Durante o carnaval, os testes de doenças sexualmente transmissíveis realizados nos circuitos Dodô (Barra/ Ondina) e Osmar (Campo Grande) revelaram um dado alarmante para a Sífilis, uma infecção bacteriana geralmente transmitida pelo contato sexual que começa como uma ferida indolor. Dos mais de cinco mil testes realizados, 161 deram positivo para a doença.

O que chama a atenção do coordenador do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), Ivan Paiva, é que a grande maioria das pessoas identificadas com a sífilis, portadoras do HIV e também com as hepatites B e C é que elas não sabiam que estavam infectadas. Por isso, destaca a importância dos testes."Isso deve ser orientado para que as pessoas façam periodicamente. Além disso, dependendo da idade é importante que sejam feitos exames para detectar as doenças. O diagnóstico precoce vai minimizar muito os riscos e as complicações", explicou Paiva.

O coordenador do Samu também falou que os dados destacam também a importância do uso da camisinha.  "Eu acho que isso serve de alerta para a sociedade fazer o sexo seguro. Às vezes uma pessoa olha para a outra, acha que ela é saudável, mas não sabe se ela é ou não portadora de uma doença e termina fazendo sexo de uma forma insegura", concluiu. 

Outro dado divulgado por Ivan Paiva é a quantidade de mulheres grávidas portadoras de sífilis. Segundo ele, aproximadamente 10% das mães grávidas dão a luz a filhos que são portadores da doença em todo o estado. 

Outras doenças


Os testes realizados no sábado, domingo e segunda, nos dois circuitos de carnaval, revelaram ainda que 36 pessoas são portadoras de HIV, 12 com hepatite B e 5 com hepatite C. Além das 161 infectadas pela sífilis.  
Tecnologia do Blogger.