Mulher perdeu vaga ao não colocar pingo no i numa prova de concurso público - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Mulher perdeu vaga ao não colocar pingo no i numa prova de concurso público

Anuncie aqui 71 993179391

Uma concurseira de 26 anos, que não quis se identificar, mostra a importância que a prova de português tem nas seleções públicas.

"Sou formada em Direito e, em 2015,  fiz uma prova da segunda fase do concurso para cartório da Cespe, que é uma banca supercriteriosa, mas acabei perdendo por conta de erros de português. Até se esquecer pingos no “i” ou se escrever alguma palavra iniciada com maiúscula quando é minúscula, e vice e versa, eles cortam ponto. Perdi, aproximadamente, um ponto por erros de português e, com isso, não passei para a fase oral por causa de cinco décimos (0,5).

No resultado, a Cespe não aponta os erros, só coloca a nota genérica. Então, pedi para uma professora de português analisar a minha prova naquele concurso e ela apontou que errei mais pontuação, como a vírgula, e pingos no “i”. Continuo estudando para passar nesse mesmo concurso para cartório (é o único que quero), mas, agora que estou trabalhando, está bastante difícil para mim. Antes eu tinha horário fixo, então conseguia me organizar melhor.

Atualmente, estou trabalhando, na teoria, oito horas diárias, então não estou estudando muito por enquanto. Porém, continuo fazendo concurso para cartório e estudando quando posso com a ajuda de alguns cursos online".
Tecnologia do Blogger.