Festa da carne: No carnaval, a cada quatro minutos uma mulher foi agredida no Rio de Janeiro - Camaçari Aquitem | O seu portal de notícias de Camaçari

Festa da carne: No carnaval, a cada quatro minutos uma mulher foi agredida no Rio de Janeiro

Anuncio

Nem tudo no carnaval foi alegria. O balanço divulgado pela Polícia Militar revelou que ao menos uma mulher foi agredida a cada quatro minutos no estado do Rio. Durante cinco dias de carnaval, entre as 8h do dia 24 de fevereiro e 8h de 1º de março, a polícia atendeu a 15.943 solicitações, destas 2.154 chamadas foram pedidos de socorro sobre violência contra mulher.


Um dos casos foi o da bióloga Elisabeth Henschel, de 23 anos, estava com o namorado num bar na Avenida Mém de Sá quando foi apalpada por um homem, na noite desta segunda-feira. Ao procurá-lo, a vítima levou dois socos no rosto.

Durante o carnaval a violência contra mulher é maior. Por isso, a Divisão Policial de Atendimento à Mulher (DPAM), realiza anualmente neste período campanhas para conscientizar as mulheres, vítimas de violência, sobre a importância da denúncia. 

Na campanha deste ano, foi lançado o "Estandarte da Coragem". De acordo com a Delegada de Polícia e Diretora da DPAM Márcia Noeli, foi feito um estandarte virtual, onde constam elencadas as prisões realizadas pelas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher (Deam) nos mês de fevereiro.

Durante o período a polícia também prendeu 298 pessoas, sendo 72 adolescentes apreendidos em flagrante e 18 por mandados de prisão. A PM apreendeu também 69 armas apreendidas, além de drogas como maconha, cocaína e crack.
Tecnologia do Blogger.