Carne moída com papelão: Operação da PF revela que grandes frigoríficos vendiam carne vencida e adulterada - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Carne moída com papelão: Operação da PF revela que grandes frigoríficos vendiam carne vencida e adulterada


A maior operação da história da PF mira os grandes frigoríficos do país. A Justiça expediu 38 mandados de prisão contra pessoas ligadas a frigoríficos e ao Ministério da Agricultura nesta sexta-feira (17). Os presos são suspeitos de burlar a fiscalização sanitária e vender carne contaminada e vencida. A operação, batizada de Carne Fraca, foi deflagrada pela PF de Curitiba.

Dos 34 funcionários públicos federais investigados, 20 foram presos até o começo da tarde. Também foram presos executivos de grandes grupos - Ronei Nogueira dos Santos, gerente de relações institucionais governamentais do grupo BRF e também o diretor do grupo André Luis Baldissera e o funcionário empresa da JBS (Friboi), Flávio Evers Cassou.

A operação mobilizou 1.100 policiais federais principalmente nos estados do Paraná, Minas Gerais e Goiás. A Polícia Federal diz que grandes frigoríficos de todo o Brasil pagavam propina para vender produtos vencidos e até carne moída com papelão.

No despacho, o juiz Marcos Josegrei da Silva afirma que o ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura no Paraná Daniel Gonçalves Filho e a chefe do departamento de inspeção de produtos de origem animal do Ministério da Agricultura, Maria do Rocio Nascimento eram os chefes do esquema.
Tecnologia do Blogger.