Após ser liberado de prisão preventiva, artista acusado de matar argentino foge do país e é procurado pela Interpol - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari e RMS

Após ser liberado de prisão preventiva, artista acusado de matar argentino foge do país e é procurado pela Interpol


O ex-integrante do grupo Karametade, Valterson Ferreira Cantuária, conhecido como Toddy Cantuária, está sendo procurado pela Interpol e apontado como um dos responsáveis pela morte do turista argentino Matias Sebastian Carena, de 28 anos, que foi vítima de espancamento na madrugada do último domingo, durante uma briga na saída de um bar em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Cantuária e outros três amigos "responderão por homicídio qualificado por motivo fútil e também por não darem chance de defesa à vítima". Segundo a investigação, Cantuária pegou um táxi, juntamente com Pedro Henrique Marciano, "deixou o amigo em casa, em Copacabana, e seguiu para a Urca, onde pegou algumas roupas e depois se dirigiu ao aeroporto do Galeão, onde pegou um voo com conexão em São Paulo com destino a Madri”, explicaram os delegados a reportagem da Veja.

De acordo com os delegados no momento do assassinato "o turista argentino já estava caído e ainda assim eles continuavam desferindo golpes de muletas e chutes. A autópsia, porém, constatou que a causa da morte foi a queda que ele teve quando foi atingido por um soco no rosto dado pelo Toddy Cantuária e caiu de cara no chão. Foi nesse momento que morreu”, disse o delegado responsável pelo caso.
Tecnologia do Blogger.