Adolescente suspeito de estupro é queimado vivo na frente de delegacia - Camaçari Aquitem - O seu portal de notícias de Camaçari

Adolescente suspeito de estupro é queimado vivo na frente de delegacia

Anuncie aqui 71 993179391

Fazer justiça com as próprias mãos foi a ideia foi reproduzida em Toro Toro, na Bolívia. Um adolescente de 16 anos era o principal suspeito de ter estuprado e matado uma menina de sete anos e foi queimado vivo por uma multidão.

O caso aconteceu no último final de semana, em meio à festa de carnaval. A imprensa local, em contato com o comandante da polícia do local, Marco Encinas, teve informações de que a menina foi vista no sábado (25) conversando com o jovem durante um desfile carnavalesco, na região de Potosi, e seu corpo foi encontrado no dia seguinte. A vítima foi localizada às margens de um rio e apresentava sinais de violência.

A polícia chegou a deter o rapaz, mas quando a população tomou conhecimento do caso e o local onde estava prestando depoimento, os moradores invadiram a delegacia, agrediram os funcionários e retiraram o suspeito.

Na porta da delegacia ele foi linchado e queimado vivo.

Encinas ainda apontou que representantes do Ministério Público e um médico forense não puderam agir em meio à multidão raivosa e revoltada. O MP está responsável pelas investigações do caso.

Além disso, a imprensa local afirma que, apesar de chocante, linchamentos são comuns nas zonas rurais do país e, para muitos, a justificativa utilizada é a “justiça comunitária”, presente na Constituição do país, desde 2009.

O ministro da Justiça da Bolívia lamenta os dois fatos e afirma estar consternado com a “condenação” de uma pessoa – até então, inocente, pois não havia sido julgado - pela população.
Tecnologia do Blogger.