Mulheres que faziam campanha contra assédio no Carnaval são agredidas em blocos do Rio - Camaçari Aquitem | O seu portal de notícias de Camaçari

Mulheres que faziam campanha contra assédio no Carnaval são agredidas em blocos do Rio

Anuncio

Mulheres que promoviam uma campanha contra o assédio no carnaval tiveram que ser substituídas por homens após terem, elas mesmas, sofrido agressões físicas e verbais, segundo a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio (CAARJ), responsável pela ação. De acordo com a entidade, enquanto as mulheres falavam sobre a campanha "Carnaval sem preconceito" e distribuíam material de divulgação em blocos de rua no Rio, ouviram obscenidades e xingamentos, além de sofrerem agressões físicas como apalpadas, puxões de cabelo, agarrões e até copos de água no rosto.

A campanha foi criada pela CAARJ para incentivar o respeito e o combate ao assédio durante o carnaval.

A campanha foi lançada na última semana. Ao longo dos dias de folia, a entidade vai percorrer diversos blocos para realizar ações de conscientização e entregar ventarolas com o mote da campanha. Até o fim da festa, os promotores vão percorrer blocos, levando as mensagens de respeito ao próximo e contra o assédio sexual e o racismo.

— O carnaval é o momento de extravasar e brincar, mas respeitando os demais foliões. Ninguém pode ser obrigado a participar da brincadeira e muito menos sofrer assédio ou preconceito — afirma Marcello Oliveira.
Tecnologia do Blogger.